TCC e Monografia – Da Introdução à Conclusão

Como fazer monografiaAlunos de graduação e pós-graduação de todas as áreas, inclusive as relacionadas com Eletrônica e Tecnologia, tem uma mesma obrigação para conseguir se formar, entregar o TCC, também conhecido como Trabalho de Conclusão de Curso.

E todos tem também as mesmas dúvidas de como fazer uma monografia de qualidade e de maneira rápida, pois é muito comum que no final da graduação o aluno já seja um profissional e o tempo de dedicação a esse projeto é bem reduzido.

Nesse artigo vamos tentar dar alguma orientação sobre os melhores passos e algumas sugestões de temas para a área de Eletrônica e TI.

Principais Etapas de um TCC

Vamos considerar que o TCC vai ser entregue através de uma Monografia, que é o caso na maioria das universidades e cursos. Nesse caso deve-se ter em mente que uma monografia é muito mais que um trabalho de faculdade. Ele deve ser feito como um pequeno trabalho científico, e nisso, algumas fases devem ser bem trabalhadas.

1. Tema e Escopo

O primeiro passo é definir o tema e o escopo do projeto. É importante que o tema seja algo de interesse do aluno pois é ele quem irá gastar horas e dias pesquisando e escrevendo sobre aquilo. Também deve ser relevante para a área do curso.

O escopo da monografia deve ser bem definido, não deve ser algo muito abrangente ou o aluno não terá tempo hábil para elaborar uma boa pesquisa.

2. Projeto e Cronograma

Com o tema e escopo em mente, o aluno deve se programar para realizar a pesquisa e desenvolvimento do TCC.

É importante definir datas para cada fase do projeto, e segui-las!

3. Desenvolvimento da Monografia

Aqui entra o “trabalho pesado”. Realizar a pesquisa em diversas fontes, realizar experimentes, obter conclusões próprias e etc.

É importante aqui atentar-se para as regras da ABNT, Associação Brasileira de Normas Técnicas, que devem ser rigorosamente seguidas.
Um pouco mais sobre as normas no vídeo abaixo:

Conte sempre também com o apoio do professor orientador, fazendo consultas regulares e corrigindo o rumo e andamento do processo de desenvolvimento.

No contexto do desenvolvimento, é importante que haja coesão nas 3 principais partes do trabalho, a introdução de TCC, o desenvolvimento propriamente dito, e a conclusão da monografia.

4. Entrega e Apresentação para a Banca

trabalho de tccFinalmente chega o momento de entregar o trabalho escrito e fazer a apresentação para a banca avaliadora.

A apresentação deve ser bem resumida e objetiva, não levando mais do que 20 minutos, apresentando o tema e a problemática abordada, explicando o que foi analisado e quais as conclusões.

Temas para o TCC

A possibilidade de temas e assuntos a serem abordados é praticamente infinita, e talvez seja justamente essa a dificuldade.

Lembre-se de escolher um tema relevante, em alta no momento, e que te agrade.

Abaixo apenas alguns exemplos para você possa ver a infinidade de possibilidades:

  • Equipamentos, sistemas e soluções baseadas em energia solar
  • Fontes residenciais de energia alternativa.
  • Sistemas que visem a economia de energia com a alternância de fontes alternativas.
  • Fontes exóticas de energia como marés, decomposição de material orgânico, calor do corpo, etc.
  • Sensores inerciais para criar dispositivos que envolvam equilíbrio, desde drones e brinquedos até mesmo equipamentos de uso pessoal para portadores de necessidades especiais.
  • Recursos wireless diversos para comunicar dispositivos com telefones celulares e computadores.
  • Interfaceamento sem fio de tablets
  • Microcontroladores e DSPs para agregar maior funcionalidade aos equipamentos criados.

Sistemas CFTV – Cursos, Câmeras e Equipamentos

Monitoração CFTVA área de CFTV (Circuito Fechado de TV) cresceu muito nos últimos anos, e continua crescendo.

Se antes apenas grandes empresas utilizavam esses sistemas, hoje, cada vez mais, pequenas e médias empresas, e até mesmo condomínios e residências, tem decidido pela sua utilização, motivados muito pela aumento da criminalidade e um sistema público de segurança falho no país.

Um sistema de CFTV instalado em qualquer ambiente, ajuda muito a inibir não só assaltos e roubos, mas também vandalismos e atividades indevidas dos próprios funcionários das empresas, e até de moradores em caso de condomínios.

Essa demanda crescente consequentemente aumentou o número de profissionais interessados em trabalhar nessa área, muitos deles vindos de áreas relacionadas à instalações elétricas e eletrônica, buscando por mais oportunidades de mercado.

Vejamos alguns caminhos que estes profissionais podem seguir:

Cursos de CFTV

Para quem deseja ingressar na área, é de extrema importância obter o máximo de conhecimento a respeito. Quando se trata de instalações de grande porte, são muitos os fatores envolvidos, desde a escolha correta das câmeras e equipamentos utilizados, o posicionamento certo das câmeras em cada ambiente e as configurações avançadas que podem ser realizadas nos dispositivos de controle.

Para conhecer esses e outros fatores, é importante que o profissional faça um bom curso CFTV, que aborde todos os temas. Esses cursos podem ser realizados de maneira presencial, principalmente nas grandes cidades, ou através de cursos online, em que o alunos realiza as aulas através de um computador em sua casa, muito indicado para quem mora longe de grandes centros.

A busca por conhecimento é um fator essencial e é o que vai diferenciar o técnicos diante da concorrência.

Equipamentos de CFTV

Um sistema de segurança CFTV basicamente consiste de um conjunto de câmeras conectadas a um equipamento central de gravação.

No entanto, são muitas as opções de câmeras disponíveis, cada uma sendo adequada a uma determinada situação, propósito e ambiente. Também são vários os tipos de equipamentos de gravação, conhecidos por DVR, NVR e HVR. E é claro que o bom profissional deve saber coo fazer as escolhas corretas, além das configurações.

Câmeras CFTV

Câmeras CFTVNos últimos anos, a acessibilidade às câmeras CFTV aumentou muito devido à popularização das câmeras IP, que entre diversas características, facilitam a configurações e o cabeamento do sistema.

No entanto ainda é muito importante saber escolher entre as diversas opções e muitos fatores devem ser observados no momento da escolha, entre eles a iluminação da área monitorada, o tamanho do local, a resolução necessária, o objetivo da vigilância e etc.

Entre os diversos tipos de câmeras CFTV, podemos citar:

  • Câmera Profissional ou Box, contendo lentes independentes
  • Bullet, um dos modelos mais utilizados atualmente
  • Câmera Dome, muito utilizado em escritórios e ambientes internos pequenos
  • Speed-Dome, para grandes áreas como estacionamentos, aeroportos, shoppings
  • Câmeras Camufladas, que são escondidas em formatos de utensílios de decoração, canetas, isqueiros e etc

 

DVR, HVR e NVR

DRV Stand AloneAlém das câmeras, o equipamentos de gravação são essenciais em um sistema CFTV. São nesses dispositivos que todas as câmeras são conectadas, e podem ser gerenciadas, obter a visualização online de cada câmera e realizar a gravação das imagens para consultas futuras.

O tipo de equipamento escolhido vai depender da tecnologia utilizada nas câmeras, analógicas ou digitais (ou ambas), e da quantidade de câmeras utilizadas, além dos recursos disponíveis.

Os principais tipos de “gravadores” são:

  • DVR Stand Alone: O termo DVR vem de Digital Video Recorder, e esse equipamento é utilizado para sistemas CFTV com câmeras analógicas, conectadas ao DVR via cabos coaxiais. Os DVR Stand Alone são vendidos com 4, 8, 16 ou 32 canais.
  • NVR (Network Vídeo Recorder): Esses são os gravadores utilizados quando o sistema possui apenas câmeras IP e são capazes de gerenciar entre 4, 8, 16, 32 e 64 câmeras digitais, dependendo do modelo do aparelho.
  • HVR (Hybrid Vídeo Recorder): Como o próprio nome diz, esse tipo de equipamento é utilizado para sistemas mistos, que utilizam câmeras analógicas e digitais ao mesmo tempo.

São diversos os fabricantes desses equipamentos de CFTV, desde as “marcas genéricas” chinesas até os mais renomados como a Intelbras, Sony e Elgin, é importante pesquisar bem sobre os recursos e preços de cada um deles.

Em Breve

Enquanto trabalhamos em nosso conteúdo, sugerimos essa palestra sobre como ser feliz, do Professor Dr. Clóvis de Barros Filho, já muito divulgado, mas mesmo assim sempre boas de assistir.